Polícia investiga se atletas americanos inventaram assalto


Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga se os nadadores norte-americanos Ryan Lochte, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger mentiram sobre o assalto que dizem ter sofrido ao voltar de uma festa na noite do último domingo (14); imagens do circuito de segurança mostram o grupo brincando ao chegar na Vila dos Atletas, sem aparentar ter sofrido qualquer tipo de violência; além disso, a polícia constatou contradições nos depoimentos e estranha o fato de credenciais e carteiras não terem sido roubadas; o taxista que teria transportado os atletas também não foi encontrado; Justiça proibiu que atletas deixem o país

Brasil 247 -

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga se os nadadores norte-americanos Ryan Lochte, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger mentiram sobre o assalto que alegam ter sofrido ao voltarem de uma festa na noite do último domingo (14). Nesta quarta-feira (17), a juíza Keyla Blanc, do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, proibiu que os nadadores americanos Ryan Lochte e James Feigen deixem o país. Lochte, contudo, já teria deixado o Brasil e retornado aos Estados Unidos.

Além de contradições nos depoimentos, imagens do circuito de segurança mostram o grupo brincando ao chegar na Vila dos Atletas, sem aparentar ter sofrido qualquer tipo de violência.

Outros pontos que também têm causado desconfiança são o não registro do boletim de ocorrência sobre o suposto assalto, a súbita amnésia alcoólica dos atletas e o fato de carteiras e credenciais não terem sido levadas pelos assaltantes. Nos depoimentos, eles também não precisaram o número de assaltantes que teriam participado da ocorrência.

Além disso, as imagens do circuito de segurança mostra os atletas chegando na Vila dos Atletas às 6h56, quando eles alegam terem deixado a festa na Hípica por volta das 4h. Nesse horário, sem trânsito, o trajeto pode ser feito em apenas meia hora. Contando com o tempo que teria durado ação criminosa, este tempo subiria, mas ainda poderia ser feito em menos de uma hora.

A polícia também não conseguiu localizar o taxista que teria transportado os nadadores no trajeto entre a Hípica e a Vila dos Atletas. Os agentes responsáveis pela investigação requisitaram imagens das câmaras de segurança existentes no percurso para verificar a consistência dos depoimentos.

A juíza Keyla Blank, do Juizado Especial do Torcedor e de Grandes Eventos do Rio de Janeiro, determinou hoje a apreensão dos passaportes dos nadadores olímpicos norte-americanos Ryan Lochte e Jimmy Feigen. Segundo notícias divulgadas pela imprensa, Ryan Lochte já deixou o Brasil, antes de ter seu passaporte apreendido.
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: