Após denunciar golpe, atores de Aquarius criticam onda reacionária


Por Helena Borges, The Intercept Brasil -

Quando levantou cartazes ao passar pelo tapete vermelho do Festival de Cannes, na França, em maio deste ano, levando o longa Aquarius, o cineasta Kleber Mendonça Filho não pensava que sofreria retaliação. Na última semana, no entanto, o ato voltou à tona quando o Ministério da Cultura (MinC) divulgou a lista dos profissionais de cinema escolhidos para compor a Comissão Especial que determinará qual filme brasileiro concorrerá ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2017.

Entre os nove nomes escolhidos para a comissão, está o de Marcos Petrucelli, um crítico de cinema que já se manifestou diretamente contra o posicionamento político do cineasta e que criticou seu filme sem nem mesmo tê-lo assistido. Aquarius, a mais recente produção de Mendonça, foi aclamado internacionalmente e é forte candidato ao posto de representante brasileiro no Oscar.

O filme trata da história de Clara (Sonia Braga), aposentada que mora no edifício que dá nome à trama. O último prédio de modelo antigo da orla de Boa Viagem, no Recife, enfrenta as investidas de uma construtora que tem outros planos para o terreno. O apartamento de Clara é o último que falta para que a empreiteira tenha posse total do terreno. (Qualquer semelhança com recentes denúncias de remoção não é mera coincidência.)

Nesta quinta-feira pela manhã, o crítico Petrucelli escreveu um artigo no jornal Folha de S. Paulo abordando o assunto. Afirma que suas desavenças com Mendonça são apenas de cunho político e lembra que a comissão é formada por outras oito pessoas.

Enquanto isso, Mendonça falou via Skype com The Intercept Brasil. A conversa abordou a polêmica formada, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, as expectativas do lançamento do filme para o público nacional e a diversidade que o cinema nacional ganha ao sair do eixo Rio-São Paulo.
Matéria Comleta, ::AQUI::
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: