Artista japonesa transforma jornais velhos em esculturas realistas de animais

Para criar as peças, ela corta as folhas de jornais em tiras menores, as enrola em forma de canudo e cola. | Foto: Divulgação
A artista usa a arte para chamar a atenção das pessoas à situação dos animais ameaçados de extinção.

Do CicloVivo -

Eles parecem animais empalhados. Mas, na verdade, são esculturas realistas e extremamente detalhistas feitas a partir de jornais velhos. A responsável por essas obras de arte é a artista japonesa Chie Hitotsuyama, que trabalha junto ao diretor criativo Tomiji Tamai.


Junta, a dupla é responsável por criar esculturas que formam narrativas sobre a relação entre os seres humanos e os animais. A inspiração para este trabalho, segundo Chie, veio após uma viagem à Zâmbia, quando ela presenciou a situação de um rinoceronte brutalmente atacado por caçadores em troca de seu chifre.

Após este episódio, ela decidiu usar sua arte para chamar a atenção das pessoas à situação dos animais ameaçados de extinção. A primeira escultura da série foi justamente a de um rinoceronte, que ganhou a seguinte descrição: “Gritos e sons do seu coração ainda são ouvidos hoje”.


A base para o trabalho é, principalmente, jornais velhos. Por ter passado a vida inteira em uma das cidades que mais fabricam papel no Japão e ter um histórico familiar neste tipo de indústria, ele sempre esteve muito perto do processo de fabricação dos jornais.


 Hoje, seu estúdio está localizado em uma antiga fábrica de papel, mas no lugar de produzir jornais, ela produz arte, a parte do jornal que seria descartado. Para criar as peças, ela corta as folhas em tiras menores, as enrola em forma de canudo e cola. Esta é a matéria-prima para seus trabalhos. No entanto, o seu talento e criatividade é o que realmente transforma o “lixo” em arte.


Veja no vídeo abaixo uma demonstração do processo de criação:

Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: