“Medalha de lata” para os franceses de cabeça inchada


Por Fernando Brito, Tijolaço -

Monsieur Philippe d’Encausse, treinador do francês Renaud Lavillenie, derrotado na final do salto com vara por Thiago Braz perdeu uma boa chance de ficar calado e não piorar a asneira feita ontem por seu pupilo, ao afirmar ao Le Monde que o brasileiro provavelmente teve “ajuda de forças místicas, possivelmente as do camdomblé, ainda implantado nesta terra”.

Lavilleni havia dito que se sentia como Jesse Owens vaiado por uma platéia pró-nazista nas Olimpíada de Berlim, em 1936.

Reações típicas de gente que pretende conservar a arrogância colonial e que reage a uma simples vaia – que poderia, claro, ter sido evitada – com acusações deste tipos, cheias de elitismo e até racismo.

No Brasil, monsieurs, tem candomblé, tem católico, tem evangélico, como o nosso campeão – e a gente, até pouco tempo, se entendia bem. Mas ainda estamos bem melhores que a França em matéria de ódio religioso.

Dispensamos, portanto, os dois conceitos, que se aplicam melhor a quem os usou para nos ofender.

Quem está se explicando com forças místicas, é o senhor. O atleta brasileiro, de 22 anos, ganhou limpo, pelos seus méritos, seu esforço, seu treinamento e ganhou elogios do lendário Sergei Bubka, um nome que é quase sinônimo de salto com vara. Quem está chamando vaias de nazismo são vocês, que devem entender bem disso, porque os filonazistas de Le Pen, com seu racismo, arrastam uma montoeira de votos na França.

Muito mais falta de fair play do que umas vaias que qualquer atleta está acostumado a enfrentar é acusar a platéia anfitrião de nazista e reduzir a forças sobrenaturais a vitória do seu adversário.

E essa história de “não brinco mais” por ter levado uma vaia já tem personagem nessa Olimpíada: Michel Temer.

Vous est en retarde, Lavillanie

PS. Enquanto escrevia, as meninas do futebol brasileiro perderam nos pênaltis para as suecas. Derrotadas, choraram, cumprimentaram, abraçaram as adversárias vitoriosas. Que gente atrasada, não é, M. Lavillanie?
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: