Paulo Coelho ironiza “programa de austeridade” de Temer


Crítico do golpe contra Dilma Rousseff e do governo Temer, o escritor Paulo Coelho compartilhou a notícia de que o Ministério da Cultura gastou R$ 596,8 mil com um evento para 600 pessoas, em que serão entregues condecorações a personalidades do samba, e cobrou o Palácio do Planalto: "Programa de austeridade"; governo afirmou que o valor desembolsado é "justo e possível" para um evento do porte da cerimônia de premiação

Brasil 247 -

Crítico do governo Temer e do processo de impeachment de Dilma Rousseff, o escritor brasileiro Paulo Coelho alfinetou, nas redes sociais, o discurso de austeridade do Palácio do Planalto, que prega cortes, mas pratica gastos irresponsáveis.

Ao compartilhar uma reportagem do site da revista Veja sobre o custo de R$ 596,8 mil gasto pelo Ministério da Cultura para realizar cerimônia em que entregará condecorações, o autor comentou, ironicamente, no Twitter: "Programa de austeridade".

O governo gastou o montante, sem licitação, para a realização da cerimônia da Ordem do Mérito Cultural, na qual serão premiados 36 personalidades do samba. Foram pagos R$ 15 mil para Fafá de Belém cantar o Hino Nacional.

O evento será fechado para 600 convidados. À Folha de S.Paulo, o Palácio do Planalto afirmou que o valor desembolsado é "justo e possível" para um evento do porte da cerimônia de premiação.
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: