De babaca, o Pokemon Go não tem nada…


Por Fernando Brito, Tijolaço -

O Tales Faria, ótimo repórter, publica hoje que as Forças Armadas proibiram o uso do joguinho Pokemon Go em suas instalações:

Os Divergentes revelaram esta manhã que a Marinha proibiu que se jogue Pokémon Go em suas instalações.
 
Mas, a partir desta notícia, a coluna recebeu informações de que a proibição não se restringe à Marinha.
 
Há pelo menos dez dias, unidades também do Exército e da Aeronáutica têm recebido ordens de proibir o joguinho. Vide acima aviso afixado no Depósito de Suprimentos do Exército, em Triagem, no Rio de Janeiro.
A proibição é, na verdade, uma ordem geral que deverá chegar a todas as chamadas OMs (Organizações Militares).
Paranóia?

Alguns dias atrás, Sam Biddle publicou no The Intercept  que  o Pokémon Go, da Niantic Labs, “é gerenciado pelo homem responsável pela equipe que dirigiu, literalmente, o maior escândalo de privacidade na Internet, em que os carros do Google, no percurso realizado para fotografar ruas para o recurso “Street View” dos mapas online da empresa, copiou secretamente os tráficos de internet de redes domésticas, coletando senhas, mensagens de e-mail, prontuários médicos, informações financeiras, além de arquivos de áudio e vídeo”.

Por via das dúvidas, fizeram bem, porque o joguinho transmite fotos georreferenciadas de tudo o que aparece na frente do celular. Basta inserir as coordenadas e a elevação e puff

Quem diria que o Pikachu ia trabalhar para a CIA…
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: