Festival de Gramado encerra com ‘Fora Temer’ e consagração de ‘Barata Ribeiro, 716’


Atores fazem manifestações em defesa da democracia na sessão de encerramento do festival na noite deste sábado (3); público adere às manifestações e grita em coro 'Fora Temer'

Do Sul 21

O 44º Festival de Cinema de Gramado foi encerrado na noite deste sábado (3) com a entrega do prêmio Kikito para os melhores filmes da mostra competitiva. O grande vencedor foi o filme “Barata Ribeiro, 716”, que levou os prêmios de melhor filme, melhor direção para Domingos Oliveira e melhor trilha musical. O filme levou ainda o prêmio de melhor atriz coadjuvante, para Glauce Guima. No entanto, um festival que abriu com protesto contra o então ainda governo interino de Michel Temer no filme “Aquarius”, não poderia se encerrar sem manifestações políticas.

Paulo Tiefenthaler, que recebeu o Kikito de melhor ator por “O Roubo da Taça”, fez críticas ao agora efetivo governo e incluiu o bordão “Fora Temer” em seus discurso.

Gui Campos, do curta "Rosinha", subiu ao palco com faixas pedindo “Diretas Já” e “Resistir Sempre”. “Nós aqui presentes nos pronunciamos contra o golpe e a favor da democracia brasileira”, disse ele.

Parte do público apoiou a manifestação de Campos e se uniu a ele em um coro de “Fora Temer”. O público também participou do protesto contra o governo ao vaiar a aparição do logo do Ministério da Cultura durante o anúncio dos patrocinadores.

Confira a lista de todos os ganhadores:
Longas-metragens brasileiros
 
Melhor fotografia: Ralph Strelow, por “O Roubo da Taça”
Melhor trilha musical: Domingos de Oliveira, por “Barata Ribeiro, 716”
Melhor direção de arte: Fábio Goldfarb, por “O Roubo da Taça”
Melhor desenho de som: Daniel Turini, Fernando Henna, Armando Torres Jr e Fabian Oliver, por “O Silêncio do Céu”
Melhor montagem: Tiago Feliciano, por “Elis”
Melhor ator coadjuvante: Bruno Kott, por “El Mate”
Melhor atriz coadjuvante: Glauce Guima, por “Barata Ribeiro, 716”
Melhor roteiro: Lucas Silvestre e Caíto Ortiz, por “O Roubo da Taça”
Melhor atriz: Andreia Horta, por “Elis”
Melhor ator: Paulo Tiefenthaler, por “O Roubo da Taça”
Melhor direção: Domingos de Oliveira, por “Barata Ribeiro, 716”
Prêmio especial do júri: “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Elis”, de Hugo Prata
Melhor filme: “Barata Ribeiro, 716”, de Domingos de Oliveira

Curtas-metragens brasileiros
 
Melhor fotografia: Bruno Polidoro, por “Horas”
Prêmio especial do júri: Elke Maravilha, por “Super Oldboy, e Maria Alice Vergueiro por “Rosinha”
Melhor trilha musical: Kito Siqueira, por “Super Oldboy”
Melhor desenho de som: Jeferson Mandu, por “O Ex-Mágico”
Melhor montagem: André Francioli, por “Memória da Pedra”
Melhor roteiro: Gui Campos, por “Rosinha”
Prêmio Canal Brasil: Gui Campos, por “Rosinha”
Melhor atriz: Luciana Paes, por “Aqueles Cinco Segundos”
Melhor ator: Allan Souza de Lima, por “O Que Teria Acontecido ou Não Naquela Calma e Misteriosa Tarde de Domingo no Jardim Zoológico”
Melhor direção: Felipe Saleme, por “Aqueles Cinco Segundos”
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “Lúcida”, de Fabio Rodrigo
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Super Oldboy”, de Eliane Coster
Melhor filme: “Rosinha”, de Gui Campos

Longas-metragens estrangeiros
 
Melhor fotografia: Andrés Garcés, por “Sin Norte”
Prêmio especial do júri: “Esteros”, de Papu Curotto
Melhor roteiro: Luiz Zorraquin e Simon Franco, por “Guarani”
Melhor atriz: Veronica Perotta, por “Las Toninhas Van al Leste”
Melhor ator: Emilio Barreto, por “Guarani”
Melhor direção: Fernando Lavanderos, por “Sin Norte”
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “Sin Norte”, de Fernando Lavanderos
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Esteros”, de Papu Curotto
Melhor filme: “Guarani”, de Luis Zorraquín
Enviar: Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: